sexta-feira, 30 de maio de 2014

Pitanga, Sois Uma Vergonha!

Entre os numerosos predicados que a profissão de advogada tem, encontra-se o de conferir ao conceito de "Licença de Maternidade" uma dimensão puramente virtual.

Assim sendo, o mesmo será dizer que já voltei à animação das salas de audiência, onde se pratica uma fonética que é todo um novo mundo de termos raros...

- Então mas não sabe nada do seu irmão? onde mora, onde trabalha, nada?
- Não.
- Então e outros familiares, ele não tem mulher, nem filhos que saibam onde está?
- Não... tem só um Filho.... mas é "magnoide".

Uma pessoa perante isto, envergando uma toga e assumindo uma postura muitíssimo profissional, o que faz?
Hipótese 1: Mantém a compostura e finge não ter percebido o erro, demonstrando total auto-domínio e maturidade;
Hipótese 2:  Escangalha-se a rir.

Pronto, não preciso de vos dizer por qual das duas "optei", pois não?!!!



6 comentários:

  1. Ah ah ah ah ah ah Adorei!

    Às vezes, em situações dessas, é tão difícil manter a postura!

    (Ia comentar o facto de estar ausente, mas... foi mãe e não teve licença de maternidade, por isso fico-me por aqui! ;) )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, tenho andado armada em calona... Mas é sempre bom saber que sentiu a minha falta! ;D

      Eliminar
  2. Ahahah, muito bom, e claro que manteve a compustura... ;)))

    ResponderEliminar
  3. Pitanguinha... Que tal o Baby F., hein?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um santinho! Come e dorme, como se quer e precisa!

      Eliminar